Quer achar algo?

Google

segunda-feira, 31 de março de 2008

Pensando ou sem nada pra fazer mesmo...

"Todo tarde já foi cedo
Todo perto já foi longe
não adianta se esconder"
Bom.. essa parte da música me fez pensar. (Acho que ando precisando de algo pra me distrair rsrs)
Mas se você for ver, muitas coisas que você vê acontecendo, já imaginou que iria demorar muito pra acontecer, que nunca chegaria, mas agora já passou ou está acontecendo e, nem sempre, é como esperávamos, às vezes melhor e às vezes pior, poucas vezes igual. Sempre idealizamos algo, mas quando acontece, nem sempre é tão empolgante, tão estraordinário, ou sai tudo tão certinho como esperávamos que fica chato, nem tão empolgante como se tivesse algo pra dar emoção, o imprevisto é difícil, mas torna as coisas mais impolgantes. Odeio não ter controle das coisas, mas não gosto de monotonia, sempre é bom imprevistos, desafios, desde que eu mantenha o controle da situação.
Não acredito muito em destino, como fixo, acho que podemos fazer nossas escolhas e isso que influencia em nossas vidas. Nós somos o que fazemos e pensamos (clichê, não consegui evitar).
Por isso não acredito muito nisso de que se está escrito é por que TEM de ser assim. PODE ser assim se eu quiser, se eu escolher certo, ou errado.
Bom.. detesto perder, odeio me sentir impotente diante de uma situação. Então dessa vez vou colocar a culpa no destino, mesmo não acreditando, mas é o velho pensamento de Brás Cubas: que o modo de compensar uma janela fechada é abrir outra.
Ou o que eu acho melhor: Se você está bem com um erro, é porque já sabe em quem colocar a culpa.
Ou Homer Simpson: A culpa é minha, então coloco em quem eu quiser.
Ótima semana.

sexta-feira, 28 de março de 2008

Dois em um

Dessa vez vou tentar colocar as coisas em ordem.
Começando pelo que o coração quer dizer.
Não aprendi a esquecer, não aprendi a não pensar, não aprendi a deixar de amar. Não sei não pensar quando toca a música, não sei não sentir que, cada dia mais, a letra daquela música parece mais real, cada dia mais fico "sem amor, sem luz, sem ar."
Não sei o que sentir, só sei que ainda sinto o mesmo que sentia antes, mas misturado com saudades, dúvidas, e incertezas.
Sei que quem deveria ler isso não vai ler. Pelo menos sei de alguma coisa.

Agora deixo que minha cabeça se expresse.
Aprendi que tombos fazem parte, aprendi que desistir de algo é difícil, começar do zero então, nem se fala. Eu sei que tudo na vida tem seus sacríficios, sei que no fim tudo se acerta.
Vou começar de novo, desisti de tocar meu negócio, por enquanto, e o pior de tudo, não por culpa minha, tá bom, digamos que a culpa foi minha de não ter prestado atenção nisso antes, mas se dependesse só de mim, agora, não desistiria. Mas estou só adiando um pouco esse objetivo em minha vida. Não é um sonho, só um objetivo, que nesse momento é muito mais viável que o sonho. Agora é correr atrás de um emprego, continuar com meus bicos (alguém precisa de professor de química e física ou bartender? rs). Eu sei que voltarei logo a isso, se tudo der muitoo certo, talvez antes mesmo do que eu espero.

Acho que dessa vez consegui organizar melhor a situação.
Mas pra escrever se separa, pra viver não, na vida real, os dois são o mesmo, os dois problemas estão juntos, e uma atitude de um lado influencia no outro. Até pra escrever, um tenta influenciar no que o outro está querendo dizer, e com certeza, ali tem um pouquinho de influencia de um no texto do outro. Será que é possível satisfazer os dois? Tomar a decisão certa pros dois?

quarta-feira, 26 de março de 2008

Coisas sem nexos

Caramba.. eu tinha coisas pra escrever, mas hoje não me recordo de nada.
Descobri que é possível estar em dois lugares ao mesmo tempo. Estar em um lugar com a cabeça em outro totalmente diferente, na verdade me outros né. Em lugares que eu deveria, realmente, estar, em lugar que eu deveria não estar, em quem eu não deveria estar pensando. Mas isso passa.

É engraçado como tem momentos em que você escuta uma música que diz exatamente o que você está sentindo ou passando, como se o compositor fosse você, ou te conhecesse. E essa música parece lhe perseguir, por mais que você tente, ela sempre está no rádio, sempre aparece na sua lista quando você colocar aleatório no pc. Sempre que você quer esquecer algo, acontece alguma coisa que lhe faz lembrar.

Vou usar mais uma vez uma das frases que costumo colocar no meu msn: "Nunca desista de um sonho, vire para o lado e durma novamente."
Parece uma brincadeira, e até é, sabe aqueles sonhos que são maravilhosos e, sempre na melhor parte você acorda? Então, o jeito é tentar virar pro lado, dormir novamente pra ver se continua, mas nunca continua.
Mas também, pode ser um sonho que, por algum motivo, foi interrompido, sua busca, ou mesmo sua realização. Então o jeito é tentar "voltar a dormir", voltar a buscá-lo, continuá-lo de onde foi interrompido. Como dizia a Xuxa: "O sonhos sempre vem, pra quem sonhar"

Mais uma vez, falei, falei e não disse nada. Vou tentar me inspirar pra escrever denovo.
Bom restinho de semana a todos.

sexta-feira, 21 de março de 2008

Sem título

Ahh.. abri aqui mas não me vem nada à cabeça.
Como estou sem inspiração, vou copiar a Lili e falar sobre minha frase do msn.

"Nada é permanente nesse mundo cruel. Nem mesmo os nossos problemas" Charles Chaplin

Eu sei que nada na vida é pra sempre, já tive de deixar sonhos pra trás, pessoas passam por nossas vidas, umas marcam, outras apenas passam. Felicidades se tornam lembranças, dificuldades viram risadas ou aprendizado.
Mas mesmo tendo consciência disso, não é fácil. É difícil quando tudo acontece de uma vez, quando você perde uma pessoa que gosta muito, não perder para uma outra vida, mas não ter mais essa pessoa ao seu lado. Os problemas vão se acumulando, uma vida nova, problemas novos, surpresas, novas preocupações e novos obstáculos, novas superações. E a única coisa que eu não queria mudar, mudou. Mas a vida é assim, aprender a esquecer, ou melhor, esquecer não, mas aprender a viver com a nova situação. Mas pessoas novas surgem, amizades novas aparecem, isso ajuda na nova vida.
E a parte mais importante da frase, os problemas não são permanentes.


Feliz páscoa a todos.
Como páscoa significa um recomeço, uma nova chance.
Momento pra refletir sobre o que andamos fazendo de nossas vidas, se estamos fazendo valer a pena tudo o que Ele passou por nós.
No mais.. comam chocolate com responsabilidade.. cuidado pra não exagerar no cacau hein. rsrs

domingo, 16 de março de 2008

Ignorância



Olho para o céu azul, belo, com algumas nuvens desenhadas, mas sei que isso não passa de feixes de luz que as moléculas de água e poeria desviam para nossos olhos.. olho o por do Sol, colorindo o, antes azul, céu vespertino, mas também aprendi que essa coloração se deve a grande quantidade de poeira e poluição na atmosfera. Olho, então, para o céu noturno, estrelas cintilado, e dando formas às constelações.. mas também sei tudo isso não passa de grandes fornalhas gerando energia, irradiando calor, em uma profusão atômica.


Quero minha ignorância de volta!!!!!




Mas quando eu estava com você, tinha ciência dessas coisas, sabia de tudo isso, e mesmo assim, com você as nuvens formavam lindos desenhos no céu azul..


com você o por do sol era mágico..
com você as estrelas cintilavam como jóias no tecido negro da noite..
com você eu via tudo com o coração e não com a razão.
Quero você, para me fazer ver as coisas com o coração ao invés da razão, ver a beleza e não lamentar a realidade.

sexta-feira, 14 de março de 2008

Uma lágrima


Vejo uma gota de água escorrer
descer lentamente, por seu rosto
nascendo do cantinho do seu olho
olhos delicados, lindos e, no momento triste
escorre lentamente pelo canto do seu nariz
delineando-o, acariciando-o
chegando à sua boca
onde, indecisa de para onde ir,
acaricia lentamente seus lábios
escorre pelo cantinho de sua boca,
sentindo toda sua maciez
e chegando ao seu queixo,
quando salta num ato suicida
por saber que não poderá voltar
e apreciar, novamente, sua beleza.

Cacau

terça-feira, 11 de março de 2008

Existem dois tipos de ausência:
Aquela provocada pela distância, que traz saudade, mas que pode ser solucionada, você sabe o que tem de fazer, pode não saber como, mas sabe o que, sabe que existe solução. E tem a "ausência presente", aquela que mesmo a pessoa estando ao seu lado, falando contigo, ela não está como você gostaria que estivesse, ou como já esteve. E, essa sim, machuca muito, pois você sabe que a pessoa está ali, mas ao mesmo tempo não está, e você não sabe o que fazer, nem sabe se tem como a pessoa voltar a estar com você.

Bom, esses dias li, acho que foi no blog da Drica, sobre reparar no que está à nossa volta. Ontem a noite parei pra fazer isso, tentei lembrar do que tinha visto enquanto corria em volta da praça, esse era pra ser um exercício pra desestressar e esquecer os problemas, mas não consegui lembrar de nada. Apenas de algumas pessoas que corriam ou caminhavam
ali, não me lembro de mais nada específico, não lembro de ter reparado em nenhuma raça de cachorro que estavam por ali também com seus donos, nem de ninguém no meio da praça, ou de algo que pudesse desviar minha atenção dos meus pensamentos. Aí reparei também que a muito tempo não olho a lua, linda lua que passei longas noites com meu telescópio a observar, e mesmo sem ele. Não reparei na movimentação de escorpião no céu, a mais fácil das constelações zodiacais. Percebi que deixei muito do que me dava prazer pra trás. Meu futebol, nã posso mais devido a uma lesão no joelho, e outras coisas que me atraiam estão perdendo espaço para problemas e complicações.
Acho que preciso mudar minha vida urgente!!!

Será que vocês também andam fazendo o que gostam? Andam "perdendo tempo" com um jardim, ou um vaso de flor? Andam olhando a Lua, o Sol, o céu, sem ser pra reclamar do calor ou da chuva? Será que param na pág. de quadrinhos do jornal? Será que riem com uma criança fazendo algo inocente na rua, se é que reparam nela.
Então acho que é hora de fazermos isso. Um sorriso de verdade, sem motivo aparente, apenas por uma besteira, como faziamos quando era criança.
Precisamos voltar a ser um pouco criança para podermos suportar as responsabilidades adultas.

Bom, comecei falando de algo e terminei falando outra coisa, acho que foi um jeito de tentar ocupar o espaço "vazio" com algo menos complicado.

domingo, 9 de março de 2008

"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios, por isso cante, dance, pule, ria e chore. Viva intensamente cada minuto de sua vida, antes que a cortina se feche... e a peça termine sem aplausos." Charlis Chaplin

A vida às vezes não dá oportunidades que não sabemos aproveitar, nos dá opções que nem sempre estamos preparados pra escolher, e quando vemos que estávamos errado, já passou.
Já fiz escolhas erradas, muitas por sinal, desisti de coisas por causa de outras pessoas, algumas por causa de meu orgulho. Já vivi sonhos de outras pessoas, na verdade acho que ainda faço isso.
Mas também já encarei coisas que me orgulho muito, coisas que achei que não conseguiria. Já tentei mudar, mas sempre acabo no mesmo caminho, mesmo sem querer, as pessoas acabam esperando coisas de mim, e acabo decepcionando algumas delas.
Será que se tivemos uma máquina do tempo, se pudéssemos voltar naquele dia em que tomamos uma decisão errada, ou que dissemos algo que não deveria ser dito, no dia que desistimos de algo ou alguém, conseguiríamos mudar a situação? E será que isso seria, de fato, o correto a fazer?
Bom, eu estou tentando não desistir do que acredito, apesar de todas as dificuldades, pretendo, dessa vez, lutar até o fim. Lutar tanto com o coração, quanto com a cabeça. Enfrentar o profissional e o pessoal, o duro é que os dois estão me tirando o sono.
Acho que devemos aprender com o passado, consideremos como um ensaio, para que no futuro possamos atuar perfeitamente, mas como já havia dito, aperfeição é chata, então que possamos atuar da maneira certa, mesmo que imperfeito, mesmo que errando, mas tentando fazer o que achamos certo.
Ótima semana pra quem passar por aqui.

quinta-feira, 6 de março de 2008

Brisa suave


Queria ser uma leve brisa

Para, ao te ver acordar

tocar levemente seus lábios

sentir sua textura e macies

Passar lentamente para seu pescoço

ver seu corpo se arrepiar

Passar como um sussurro em seu ouvido

balançar levemente seu cabelo, como uma carícia

E me desfazer logo em seguida

Para que nada roube seu perfume

que ficará em mim pra sempre.


(Cacau)


Essa distância me deixa louco, cada vez mais preciso de carinho e dar carinho. Preciso sentir amado. Não tenho vergonha de dizer não, preciso de colo, um abraço longo, uma caricia.

terça-feira, 4 de março de 2008

Sem título

Hoje sairá sem revisão.. apenas porque preciso dizer.

Alguém me ensina a dizer não?
Outro dia li um texto num blog, tá bom, foi no blog da lili, um texto sobre trocas. No momento acabei pensando apenas pelo lado de relacionamento amoroso. Mas pensando bem, e com alguns acontecimentos, acabei concordando, agora.
É duro quando você doa algo, doa seu tempo, corre atrás e não tem reconhecimento. Eu sempre soube que não sabia dizer não, mas tem momentos que isso me incomoda, tem momentos que eu queria dizer não, queria jogar tudo pro alto e mandar pra algum lugar. Tem momentos que não queria ser tão calmo, não queria dizer que está tudo bem, quando não está, não queria manter as aparências só pra não incomodar ninguém.
Eu sei, já ouvi muito, de uma pessoa muito especial, que eu guardo as coisas, não falo e depois vai acumulando e, de repente, explode. Estou quase explodindo, mas dessa vez estou com medo da explosão ser muito grande e não ter como juntar os cacos depois. Estou sentindo que bomba cacau está prestes a explodir.

Bom.. não vou reler o que escrevi, se tiver algum erro depois corrijo.

Lili.. obrigado pelos selos.

domingo, 2 de março de 2008

Condição Humana | Línox

Acho que a letra dessa música muito boa, nos faz pensar.
Nunca podemos prometer que não iremos machucar ninguém, pois não somos perfeitos, erramos e os outros também erram. O importante é saber reconhecer os erros, saber pedir deculpa e desculpar, pedir perdão e pedoar.
Principalmente em se tratando de amor, ele é tão confuso, acontece, ninguém escolhe amar de verdade, ele acontece, e a melhor coisa é deixar acontecer e aproveitar.
Sempre existirá diferenças, e isso é bom, imagina você encontrando uma pessoa igual a você, pensando igual, agindo igual. Pra isso já tem você. O bom é alguém que te faça pensar, que te surpreenda nas atitudes, afinal os opostos se atraem, se completam. Por isso não procure uma alma gêmea, procure uma alma que te complete, que saiba que você erra, que saiba que você irá perdoá-la quando errar.
Afinal somos humanos, erramos, magoamos, amamos, acertamos, isso torna o relacionamento humano tão bom e interessante. Não só o amoroso agora, mas todo tipo de relação, amizade, profissional, social, é bom se surpreender com uma atitude boa de uma pessoa próxima a você, do mesmo jeito que podemos nos magoar com outras atitudes, talvez até previstas.
Então não cobre da pessoa o que ela não pode te dar, não julgue diferenças, aprenda com as diferenças, complete-se com elas.

Pense

"Lembrar é fácil para quem tem memória. Esquecer é difícil para quem tem coração."
Shakespeare

Climatempo

Angel

02/07/08

De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.
Se isso é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou.

William Shakespeare